Casa da Criança Sol Nascente

acolhimento para órfãos da AIDS ou vítimas de HIV

Desenvolvimento do Serviço de Acolhimento Institucional para crianças e adolescentes órfãs da AIDS ou vítimas do vírus HIV, oferecendo abrigo provisório e atendimento dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência social e comunitária.

Sobre Nós

Desenvolvimento do Serviço de Acolhimento Institucional para crianças e adolescentes órfãs da AIDS ou vítimas do vírus HIV. A instituição oferece abrigo provisório e atendimento dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência social e comunitária. Desenvolve atividades tais como:

Acompanhamento Psicológico

O profissional desenvolve um trabalho para a superação de medos, anseios, frustrações, através de sessões individuais e grupais.

Acompanhamento Nutricional

Alimentação nutritiva. É realizado o acompanhamento com atualização das fichas individuais de peso, altura, dieta alimentar (se for o caso), e oficinas grupais de culinária.

 Acompanhamento Psicomotor

No sentido de canalização da agressividade, do medo, consequências comuns em situações de acolhimento, o profissional desenvolve trabalhos em salão equipado para atividades em circuito, e para crianças, o uso de fantasias de personagens conhecidos pelo mundo infantil e a utilização de jogos específicos para a idade, através de sessões grupais, por faixa etária.

Acompanhamento Pedagógico

No sentido de otimizar os resultados educativos como, melhores notas, melhor compreensão do conteúdo. O profissional visita periodicamente as escolas, participa de reuniões, entrega de notas, festas, além de acompanhar diariamente as tarefas es- colares das crianças, através do acompanhamento individual e grupal, por série escolar.

Acompanhamento Fonoaudiólogo

Visando melhora de mastigação e comunicação em geral, uma vez que consequência de episódios de abandono, negligência e violência a capacidade de comunicação oral é reduzida. São realizadas sessões individuais e grupais (cineminha, cantorias).

Acompanhamento em Saúde

Visando contemplar um dos direitos fundamentais do ser hu- mano, o profissional acompanha a medicação dos acolhidos, o estado geral (peso, altura, vigor), bem como todas as questões referentes à saúde, através de acompanhamento individual.

Musicalização

Visando facilitar o aprendizado e otimizar a saúde biopsicossocial dos acolhi- dos, São realizadas experiências musicais, com momentos de escuta musicais, aprendizado de instrumentos, coral, etc.

Atividades sociais da coordenação

Relatórios Bimestrais Sociais p/ Juizado – atualização de informações relativas ao processo de abrigamento, bem como os progressos ou retrocessos para a reinserção da criança no seio familiar. Encaminhamento para resolução de problemas sempre que necessário, através das visitas, reuniões e relatórios, estabelecendo contatos e encaminha- mentos familiares para a rede de serviço público adequada à sua necessidade.

Acompanhamento Familiar

Tendo por foco principal a preparação para a reinserção familiar, a partir do resgate do sentido das palavras-chaves: família, afeto e cuidado, são realizadas: Visita Domiciliar mensal a residência familiar visando conhecer o ambiente social, a rede de atendi- mento de serviços públicos, além da sensibilização para a promoção de mudanças de condutas prejudiciais aos cuidados com as crianças. Reuniões bimestrais com famílias – convite estendido à família para comparecimento à unidade de acolhimento, favorecendo o estreitamento de vínculos com as crianças.

Objetivo

  • Oferecer às crianças e Adolescentes em situação de risco, abandono ou maus tratos, abrigo provisório e atendimento necessário visando garantir os direitos da criança e do adolescente conforme o ECA: direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência social e comunitária;
  • Contribuir para a manutenção e fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários; Oferecer um atendimento inclusivo, individualizado e personalizado;
  • Promover o acesso aos demais serviços que compõem o Sistema de Garantia de Direitos, tais como serviços educacionais e de saúde;
  • Assegurar a permanência de 100% das crianças do Sistema Educacional, independente das limitações, patologias e/ou sequelas decorrentes do HIV/AIDS;
  • Subsidiar a participação dos acolhidos em eventos culturais, religiosos e de lazer, preservando o direito à cidadania e integração com a comunidade;
  • Contribuir para o fortalecimento gradativo da autonomia, respeitando o desenvolvimento, as habilidades e as limitações de cada indivíduo;
  • Investir e acompanhar o processo de capacitação e formação continuada de toda equipe, em conformidade com as disposições da NOB RH/SUAS.

Metodologia

A metodologia de acolhimento engloba as seguintes etapas:

Recepção e Acolhimento

Recepcionamos as crianças/adolescentes com todo carinho e atenção que merecem.

i

Estudo Diagnóstico

Causas, contexto familiar, demandas, encaminhamentos necessários.

Plano Individual de Atendimento

Organização de registros sobre a vida do acolhido.

Acompanhamento da Família

Visitas domiciliares, reunião interna, visitas familiares ao acolhido

Preparação da equipe

Para situações individuais/Capacitação/Formação Continuada.

Interlocução com
CRAS e CREAS

A equipe técnica mantem relação direta com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social – CREAS, para acompanhamento dos casos. São informados os acolhimentos e desligamentos imediata- mente após o ocorrido, consolidando um fluxo de encaminhamento entre o CREAS e a Instituição.

São realizados estudos de caso juntamente com o Conselho Tutelar, Vara da Infância e Juventude, CRAS e CREAS, para o acompanhamento e a construção do Plano de Atendimento Individual.

Outras informações

As atividades da Casa da Criança Sol Nascente são desenvolvidas diariamente, em período integral para crianças e adolescentes de ambos os sexos, em situação de risco e abandono, na faixa etária entre 0 a 17 anos, priorizando os portadores do vírus HIV, encaminhados pela Vara da Infancia e Juventude.

O acesso de crianças em vulnerabilidade social, prioritariamente, as que vivem e convivem com HIV/ AIDS, se dá através de encaminhamento pelo Juizado da Infância e Juventude ou por serviços sociais que possam comprovar a situação de vulnerabilidade social dos acolhidos.

Contato

As Obras Sociais da Fazenda da Esperança estão prontas para te atender, seja por e-mail, telefone, WhatsApp ou aqui pelo site. Deixe uma mensagem clicando em “Fale Conosco. Retornaremos em breve.

Informações do Projeto

CNPJ: 48.555.775/0031-75
E-mail: casasolnascente.ceara@gmail.com
Endereço: Avenida Alberto Craveiro, 2222 – Castelão Município/UF: Fortaleza – CE CEP: 60.860-000

Veja nosso trabalho pelas redes sociais

Seguindo nossas redes sociais você fica por dentro de todas as novidades, projetos e atividades da Fazenda da Esperança no Brasil e no mundo.

X