Frei Hans Stapel

Frei Hans Stapel nasceu no dia 30 de dezembro de 1945, em Geseke (Alemanha), durante o final da Segunda Guerra Mundial, filho de Franz Stapel e Else. Ainda na Alemanha, conheceu os carismas da unidade, de Chiara Lubich, e da pobreza, de São Francisco de Assis. É considerado pai da Fazenda da Esperança, comunidade que evoluiu de um centro de recuperação para dependentes químicos a uma família espiritual formada no seio da Igreja Católica.

Esteve sempre muito ligado ao seu irmão gêmeo, Paulo Stapel. Na década de 70 participaram de uma campanha de ajuda humanitária àqueles que sofriam com a guerra civil de Biafra, na Nigéria. O grupo em que estavam engajados propôs que quatro pessoas viajassem para o país, incluindo Hans e Paulo. Em alguns dias, foram surpreendidos quando o abrigo em que tinham trabalhado foi bombardeado e todas as crianças morreram. Em seguida, todos os estrangeiros receberam a ordem de deixar o país. Para Hans não foi tão fácil deixar a África, mas ele superou a crise.

Aos poucos foi se tornando claro para os irmãos o desejo de vir ao Brasil, após visitas e contatos com frades franciscanos. Na época, era necessário fazer exames médicos para entrar no país, e Paulo descobriu que uma doença contraída na África o impediria de viajar para um país tropical. Momento difícil para Hans, que decidiu, ainda assim, se separar do irmão.

Vocação

A fé sempre foi um ponto central na família de frei Hans. Todos os domingos se reuniam para participar da Missa. Assim como, desde os primeiros anos na escola Hans sabia bem o que desejava ser quando crescesse: padre.

“Lembro-me que, ainda jovem, quando morava na Alemanha, fui para o seminário fazer o Ensino Médio, antes dos estudos de Filosofia e Teologia. Ali, esperava encontrar um lugar onde todos fossem santos. Porém, me decepcionei, porque a santidade era algo distante daquela realidade. Entrei em crise, uma crise profunda. Isso me levou a criticar tudo e todos.

Tinha aulas de religião, ministradas por um sacerdote, que era também o reitor do seminário. Diante de cada tema apresentado, eu levantava a mão e contava algumas experiências negativas, que o contradiziam. Ele buscava me responder, mas o clima ficava sempre tenso. Certo dia me chamou e disse que se eu voltasse a abrir a boca na sua aula, eu seria mandado embora do seminário. E isso só fez aprofundar a minha crise.

Para minha sorte, vivia naquele seminário um padre – cujo nome também era Hans – que tinha conhecido o Movimento dos Focolares. Esse sacerdote percebeu minha crise. Então, certo dia, ele me chamou e disse: ‘Nas férias, preciso ir para Berlim. Tenho um encontro. Você não poderia me ajudar, dirigindo o carro?’. Eu aceitei o convite.

Quando chegamos a Berlim, o padre Hans me levou à casa de uma família, onde eu ficaria hospedado. Era uma família normal. Mas o pai daquela família disse que eles tinham o costume de se reunir à noite e me convidou. Nesse encontro, todos – das crianças aos pais – começaram a contar como tinham vivido a Palavra naquele dia. Eram experiências muito concretas. Eu não sei o que aconteceu naquela noite, mas uma luz, uma graça e uma felicidade entraram no meu coração. Eu entendi, de forma esplêndida, o significado da Palavra de Deus.

De volta ao seminário, propus ao padre Hans nos encontrarmos diariamente para contarmos nossas experiências. Ele topou.

Olhando para trás, vejo esse período como uma escola. Tinha entrado na Escola do Evangelho. Descobri que o Evangelho não é apenas um livro, é a própria Palavra de Deus!”.

Frei Hans Stapel

História

  • Tornou-se pároco da Igreja Nossa Senhora da Glória, no ano de 1979, em Guaratinguetá/SP.  Quatro anos depois fundou a Fazenda da Esperança junto a Nelson Giovanelli, na época, um jovem paroquiano.
  • No ano de 1997 assumiu, no Brasil, a Presidência da Fundação Pontifícia Católica (Ajuda à Igreja que Sofre).
  • Em 1999 fundou a Família da Esperança, uma Associação Internacional de Fiéis responsável por diversos trabalhos, entre eles o da Fazenda da Esperança.
  • O ano de 2007 foi um dos mais importantes na história da Fazenda, quando frei Hans recebeu a visita do Papa Bento XVI. Momento que emocionou o mundo inteiro, quando o papa emérito, abandonou os protocolos e caminhou entre os jovens, outrora marginalizados pela sociedade.
  • Em 2010, recebeu o Reconhecimento Pontifício da Família da Esperança como Associação Internacional de Fiéis, pela Santa Sé. Quatro anos depois foi nomeado pelo Papa Francisco como consultor do Conselho Pontifício para os Leigos.
  • Um evento no ano de 2014 incentivou a Fazenda a continuar levando a esperança aos que mais precisam. Emmaus e Giancarlo, então presidente e co-presidente do Movimento dos Focolares, se encontraram com Frei Hans e com os jovens das Fazendas da Esperança da Região Sudeste, em Guaratinguetá.
  • No ano de 2015, Frei Hans ganhou uma honraria da Cruz de Mérito concedida por seu país de origem e o reconhecimento definitivo da Família da Esperança. Esta premiação foi dada pelo trabalho no campo econômico, político, social e espiritual.
  • Em 1º de abril de 2016 participou de audiência privada no Vaticano, na companhia de Nelson Giovanelli, com o Papa Francisco, que enviou mensagem em vídeo aos jovens da Fazenda.
  • Em 2018 recebeu o Prêmio Internacional Pomba Dourada da Paz como sinal de reconhecimento pelo trabalho feito em favor de muitas pessoas que passam por situações de dependência química, menores em situação de risco, atendimento a portadores do vírus HIV, entre outros.

Galeria de Imagens

Além do nosso querido Frei Hans

Leia também sobre a trajetória de vida de
nossos outros fundadores

Iraci

Ver Jesus na pessoa que sofre e ajudá-la como é possível. Assim Iraci Leite compreendeu que poderia viver um caminho de amor ao próximo.

Leia Mais >

Nelson Giovanelli

Nelson

Uma pulseira, uma bicicleta, um ouvido disposto a escutar. Assim Nelson se aproximou de usuários de droga; e, então, nasceu a Fazenda da Esperança.

Leia Mais >

Luci

O desejo de colocar Deus em primeiro lugar em sua vida fez Luci deixar planos para encontrar a vocação servindo mulheres que queriam mudar de vida.

Leia Mais >

Portal Fazenda da Esperança