NELSON GIOVANELLI

Nascido em São Paulo/SP, Nelson Giovanelli Rosendo dos Santos é o segundo filho de João e Anna, e tem como irmãos: Ana, Roberto e Márcio. Aos 17 anos, Nelson era um dos mais jovens que, ao ouvir as homilias de frei Hans Stapel, desejavam seguir o mesmo caminho de vivência do Evangelho. Através do Frei, Nelson descobriu o Movimentos dos Focolares, o ideal da unidade, de Chiara Lubich. Em seu coração crescia o desejo de deixar tudo para amar somente a Deus.

Nelson voltava de bicicleta do trabalho e, em seguida, costumava participar da Missa. No caminho passava por uma esquina, localizada no bairro Pedregulho, em Guaratinguetá/SP, onde algus jovens que se reuniam para traficar e usar drogas. Um dia, ele resolveu se aproximar do grupo. Este foi um passo essencial para que mais tarde nascesse Fazenda da Esperança.

Vocação

“Desde pequeno, eu alimentava a esperança de não ver mais meu pai chegar alcoolizado em casa, de ver meus pais se entenderem. Mas, diante de decepções em relação a essas minhas esperanças, sempre ficava triste. Vivi minha adolescência sempre na expectativa de que algo mudasse. Estava convencido de que seríamos felizes quando meu pai parasse de beber.

Pensava assim até que um dia alguém me falou da grande esperança. Era o frei Hans Stapel. Ele não falava da esperança em si, mas de uma vida em paz. Ele falava na missa e, depois da celebração, muita gente o procurava para conversar. E em uma dessas pessoas era eu. Tinha 17 anos de idade. Fui até o frei e contei sobre tudo o que acontecia em casa. E ele apenas me escutava. Disse-lhe que a culpa de todos os problemas que tinha no coração, de todos os problemas que tínhamos em casa, era do meu pai.

No final, ele me disse simplesmente: ‘Nelson, o problema não está em seu pai. O problema está em você que ainda não viu Jesus nele’. E me perguntou: ‘Você já experimentou?’. Como? Mesmo quando ele chega alcoolizado em casa, ele é Jesus?, questionei. Sim, respondeu o frei. Eu não sabia, mas, naquele dia, a esperança entrou no meu coração. Voltei decidido para casa.

Na minha frente, surgiu um caminho de esperança: eu não preciso mais esperar que meu pai pare de beber. Eu preciso somente amá-lo.

Antes eu estava fixo naquela esperança pequena de que meu pai tinha que parar de beber. Eu tinha, agora, encontrado em Deus a grande esperança da minha vida! E, aos poucos, entre mim e meu pai, começou a crescer essa esperança grande.

Por isso, cada pessoa deve se perguntar: onde está a minha esperança? Se a sua esperança está em realizar os sonhos humanos (as esperanças pequenas), mesmo se legítimas, é certo que você não conseguirá superar aquela tristeza, aquela angústia que experimenta, muitas vezes, assim que acorda. Mas se a pessoa encontra em Deus a razão de sua esperança, será capaz de sorrir sempre, como uma criança, mesmo sem saber explicar por quê. No coração dessa pessoa já reside a esperança grande, a única capaz de resgatar o encanto pela vida”.

Nelson Giovanelli

Perfil

Nelson sempre procurava oportunidades para amar concretamente. Certo dia, dois jovens da “Esquina” pediram sua bicicleta emprestada com a intenção de vendê-la para comprar droga. No caminho os “maninhos” desistiram da ideia e também escolheram fazer um ato de amor: devolveram a bicicleta limpa e ainda consertaram um dispositivo que estava quebrado.

Através desse ato de coragem, Nelson conquistou os jovens que frequentavam a Esquina. E depois de diversas experiências por meio da convivência no grupo, um deles, Antônio Eleutério, pediu ajuda para sair das drogas. Era 29 de junho de 1983.

No dia seguinte, Nelson e Antônio se encontraram na Missa presidida por frei Hans. Aos poucos outros jovens daquela esquina aderiram à proposta de Nelson e passaram a viver um novo estilo de vida.

De lá pra cá já se passaram quase 40 anos de experiência na recuperação de dependentes químicos, menores em situação de risco, atendimento a portadores do vírus HIV, entre outros trabalhos. Em 2018, Nelson Giovanelli foi nomeado pelo Papa Francisco como membro da Comissão Pontifícia para a Proteção de Menores.

Galeria de Imagens

Além do nosso querido Nelson

Leia também sobre a trajetória de vida de
nossos outros fundadores

Iraci

Ver Jesus na pessoa que sofre e ajudá-la como é possível. Assim Iraci Leite compreendeu que poderia viver um caminho de amor ao próximo.

Leia Mais >

Frei Hans

Nascido na Alemanha, Hans Stapel queria ser padre entre os mais necessitados. E Deus o colocou junto aos dependentes químicos do Brasil.

Leia Mais >

Luci

O desejo de colocar Deus em primeiro lugar em sua vida fez Luci Rosendo deixar planos para encontrar a vocação servindo mulheres que queriam mudar de vida.

Leia Mais >

X